IPAMV Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Atendimento: (27) 3025-4000

NOTÍCIA

Publicação: 22/11/2016

"CONHEÇO AS NECESSIDADES DOS SEGURADOS DO IPAMV"

Untitled Document

EM ENTREVISTA , O PREFEITO LUCIANO REZENDE FALA SOBRE SEUS PLANOS PARA OS PRÓXIMOS QUATRO ANOS

Reunião

Prefeito reeleito de Vitória para o período 2017-2020, Luciano Rezende tem como desafio para o segundo mandato conseguir o equilíbrio das contas públicas e, ao mesmo tempo, criar mais emprego e renda.

Nesta entrevista exclusiva, ele revela os planos para garantir a qualidade de vida dos idosos de Vitória.


IPAMV – Quais são os principais desafios de sua gestão, neste segundo mandato?

Luciano Rezende- Nós, gestores, temos que apostar na redução de gastos e na melhoria permanente da qualidade do gasto público. Em Vitória, um dos nossos principais desafios é consolidar o equilíbrio das contas. O objetivo é criar mais emprego e renda, capacitar as pessoas, tendo como símbolos e base desse novo tempo a Fábrica de Ideias – local de desenvolvimento de economia criativa, inovação e tecnologia – e a implantação do Parque Tecnológico, um sonho de quase 30 anos que se tornou realidade.

Sobre o sistema previdenciário municipal, existe algum risco para o pagamento de aposentadorias e pensões?

O pagamento das aposentadorias e pensões está garantido com recursos necessários já previstos no orçamento.

Quais políticas públicas o senhor destacaria para garantir a qualidade de vida do idoso de Vitória?

Já reavaliamos nossas diretrizes em relação às Políticas de Atenção Básica à Saúde e, principalmente, aos cuidados com o idoso. Vitória tem essa preocupação em cuidar da pessoa idosa. Por isso, a terceira idade faz parte de várias políticas públicas do município em áreas como saúde, assistência social, lazer, cultura, transporte, educação, previdência, entre outras. Vitória é o primeiro município do país a implantar o Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional-20 (IVCF-20), desenvolvido pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). São ações voltadas para a recuperação da autonomia, melhoria da qualidade de vida e independência da pessoas idosas atendidas nas unidades de saúde de Vitória.


O senhor é servidor público efetivo do Município de Vitória e já afirmou que pretende valorizar os servidores municipais. Como pretende fazer isso?

Desde o início de nossa gestão, em janeiro de 2013, estamos focados na valorização do servidor público. Concedemos o tíquete alimentação a todos os servidores, o que era um sonho de mais de duas décadas, e repusemos a inflação nos dois primeiros anos de governo. Vamos intensificar a capacitação permanente, premiando cada vez mais o desempenho dos servidores, tendo como base uma política salarial justa e em sintonia com a recuperação econômica da cidade. Também vamos avançar com a realização de concursos públicos em diversas áreas da administração.


Qual mensagem o senhor deixaria para os segurados do IPAMV?

Temos um percentual significativo de pessoas idosas no nosso município. Hoje, são idosos considerados jovens, com média de idade de 60 a 75 anos, que freqüentam um dos nossos quatro Centros de Convivência para a Terceira Idade (CCTI) - Jardim Camburi, Maria Ortiz, Jardim da Penha e Centro. Sou servidor público, médico concursado da Secretaria Municipal de Saúde, filho de servidora, minha mãe Luzia era professora das redes municipal e estadual de ensino. Conheço as necessidades dos servidores de nossa cidade e dos segurados do IPAMV. A mensagem que deixo é de que precisamos (e vamos!), com a ajuda de todos: crianças, jovens, adultos e idosos, continuar fazendo nossa cidade crescer


 

 



Rua Chafic Murad, 712 - Bento Ferreira - Vitória - ES

© 2011 IPAMV - Todos os direitos reservados.